DE MACURURÉ NA BAHIA PARA O MUNDO!

quinta-feira, 19 de setembro de 2019

Jovem é morta por irmão após disputa por cartão da pensão da mãe


Suspeito foi preso e vai responder por feminicídio

A vendedora de balas Iane Vitória da Conceição Nascimento, 20 anos, foi morta dentro de casa, a golpes de tesoura, pelo próprio irmão Luiz Cláudio da Conceição Nascimento, 26. O crime ocorreu por volta das 12h de terça-feira (17), na Rua do Dique Pequeno, no Engenho Velho de Brotas. O suspeito foi preso.

De acordo com a família da vítima, Luiz Cláudio sempre foi agressivo com os parentes, em especial, a irmã, e teria premeditado o crime. “Ele deu dinheiro para a mãe comprar cigarro com a filha da minha sobrinha. Só estava ele e ela em casa na hora do crime”, contou a tia de Iane e mãe de criação da jovem, Alexandra Santana.
Por possuir problemas psicológicos, Ubiranice recebia uma pensão e, de acordo com os familiares, todo o dinheiro era usado por Luiz Cláudio, inclusive, para comprar drogas. Como a irmã tentava podar o uso do cartão, a família acredita que o jovem se revoltou e decidiu matar Iane. 
A única testemunha foi uma prima da vítima, que não foi identificada, que mora no imóvel em cima de onde ocorreu o crime, ouviu o barulho da confusão e desceu para ver o que estava acontecendo. 
De acordo com os familiares, a adolescente teria tentado ajudar a prima, mas o suspeito a empurrou para fora da casa e trancou a porta. “Ele jogou ela pro lado de fora e foi terminar de cometer o ato. Quando a minha outra sobrinha conseguiu arrombar a porta, Iane estava cheia de sangue. Ela até tentou chamar o Samu, mas Iane caiu na frente da porta, já morta”, relatou Alexandra.
As agressões eram tão recorrentes que a família conta que Iane havia dado entrada em um pedido de medida protetiva contra o irmão. O CORREIO entrou em contato com o Ministério Público, mas ainda não obteve resposta.
De acordo com os familiares, os filhos de Ubiranice foram cuidadas por toda família. Além dos dois, Ubiranice possui outro filho, chamado Bruno Vinicius da Conceição Nascimento, 30 anos. “Durante a gravidez, minha irmã foi internada. Quando a menina nasceu, minha irmã foi internada. Como a menina tinha que mamar e eu estava amamentando, eu criei”, relembrou Alexandra.
Após passar pela casa de vários familiares, a jovem alugou uma casa, onde morava com a filha. Entretanto, ela passou a morar com a mãe e o Luiz Cláudio, na Vila Almir, no Engenho Velho de Brotas, por ter que cuidar da progenitora. De acordo com a família, Iane foi morar longe dos parentes devido a forma como o irmão a tratava.
Depois que ela ficou adulta, ela sempre ia para a casa da mãe para cuidar dela. Nessa desconfiança de que o irmão não cuidava da mãe, ela voltou para casa. Minha irmã tem dificuldade de tomar banho, de se alimentar”, disse Alexandra.
Ainda de acordo com a tia, Iane suspeitava que o irmão abusava sexualmente da mãe. “A motivação foi o dinheiro e porque ela desconfiava que ele abusava sexualmente da mãe. Um dia, ela acordou com a mãe gritando para. Quando ela foi ver, o irmão estava deitado na cama da mãe”, relatou.
Antes do crime, Luiz Cláudio disse para a família que ia viajar para São Paulo e devolveu o cartão da mãe para Iane. Na segunda-feira (16), ele ficou dentro da casa da tia, Milena Conceição, para tentar fingir que havia viajado. “Ele fingiu que já tinha ido para São Paulo para tentar não deixar vestígios do crime”, de acordo com Milena, o sobrinho queria que ela fosse cúmplice no crime.
Eu vou matar Iane e se você avisar, eu vou te matar também. Mesmo com medo, eu contei para as pessoas”, relatou Milena.
Devido a ameaça, Iane dormiu na casa da tia, Paula, na noite de segunda para terça. A parente mora na casa de cima de onde a jovem residia e, naquela noite, ninguém conseguiu dormir porque Luiz Cláudio gritava que ia matar a irmã e se matar.
Equipes da 1ª Delegacia de Homicídios Atlântico (DH/Atlântico) autuaram em flagrante Luís Cláudio, acusado do feminicídio da irmã. Ele foi apresentado por policiais militares no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no final da tarde de ontem.
De acordo com as investigações da Polícia Civil, o crime aconteceu após uma desavença entre os irmãos, motivado pela disputa da propriedade do cartão de saque do benefício da mãe deles. A responsável pelo cartão era Iane.
 A arma do crime foi apreendida e encaminhada para a perícia. Luís Cláudio está à disposição da Justiça e passará por audiência de custódia. Iane vendia bala de gengibre no Dique do Tororó para ajudar a sustentar a mãe, Ubiranice da Conceição Nascimento, e a filha de dois anos. 
A família acredita que o suspeito tenta agora forjar que tem problemas psicológicos para conseguir se safar do crime, mas a lega que ele já havia ameaçado e batido na irmã antes do crime. “Ele não é louco, ele está fingindo ser maluco. Ele inventou isso para falar que fez por loucura. Ele pediu para ir para o Juliano Moreira porque teria entrada no hospital”, contou a Alexandra.
Segundo Alexandra, o jovem foi no Dique do Tororó na noite de segunda (16) para forjar um suicídio. Na ocasião, ele teria jogado documentos e uma bicicleta na lagoa para tentar não ser incriminado pelo assassinato de Iane.
Em nota, a Polícia Militar (PM) informou que policiais da 26ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Brotas) foram acionados pelo Centro de Comunicação Integrada (Cicom) órgão da Secretaria de Segurança Pública (SSP) após informações de que uma mulher foi atingida com golpes de arma branca, tipo tesoura. Ainda segundo a PM, os policiais realizaram o isolamento da área e logo após acionou os agentes do Departamento de Polícia Técnica para remoção. 


quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Mais de 8.500 pés de maconha são incinerados após operação em ilhas na Zona Rural de Orocó, PE


Operação conjunta das policias Militar e Federal apreendeu ainda 130 kg de maconha pronta para o consumo e duas sementeiras.
A 2ª Companhia Independente de Polícia Militar e a Polícia Federal realizaram na terça-feira (17) uma operação conjunta para a erradicação de plantios de cultivo de maconha na Ilha do Aracapá e Ilhotas adjacentes, na Zona Rural de Orocó, no Sertão de Pernambuco.

A operação resultou na erradicação de 8.600 pés de maconha erradicados, além da apreensão de 130 kg de maconha pronta para o consumo e duas sementeiras. Toda a droga foi incinerada no local e registrado um boletim de ocorrência.


terça-feira, 17 de setembro de 2019

Servidores da Prefeitura de Macururé, BA, terão pagamento de setembro antecipado.


Everaldo de Carvalho, Prefeito  de Macururé, BA, depois de ter iniciado diversas obras e reformas no município, anuncia outra boa notícia, mostrando, assim, seu compromisso com a comunidade.

Desta vez, os contemplados são  os servidores municipais que terão o pagamento da folha de setembro antecipado para amanhã, quarta-feira, dia 18.

Essa iniciativa é uma marca do governo de Everaldo de Carvalho: pagar o funcionalismo sempre em dia e, sempre que possível, antes do final do mês. Segundo ele, essa é uma forma de facilitar a vida dos funcionários municipais e também dos comerciantes do  município. Ganha o servidor. Ganha a economina local. Ganha Macururé.

Prefeitura Municipal de Macururé, BA

Macururé com muito amor

ASCOM
Marcos Oliveira


Prefeito é condenado à perda do cargo por fixar sua fotografia pessoal em um posto de saúde e utilizar as mesmas cores da sua campanha em estabelecimentos públicos do município


Foi condenado por fixar sua fotografia pessoal em um posto de saúde do município e utilizar as mesmas cores da sua campanha pela reeleição ao cargo para pintar estabelecimentos públicos do município.
O prefeito de Sítio do Mato, Alfredo de Oliveira Magalhães Júnior (PDT), conhecido como Alfredinho, foi condenado pela Justiça Federal à perda do cargo por improbidade administrativa. O parecer, dado pelo juiz Antônio Lúcio Túlio de Oliveira Barbosa, no último dia 27 de agosto, levou em consideração o pedido do Ministério Público Federal (MPF) que acusa o gestor de autopromoção por fixar sua fotografia pessoal em um posto de saúde do município e utilizar as mesmas cores da sua campanha pela reeleição ao cargo para pintar estabelecimentos públicos do município, em 2017. Ele também utilizou a cor amarela em materiais e uniformes escolares do ensino público.
 
Além da perda do cargo, Alfredo foi condenado às seguintes penalidades: suspensão dos direitos políticos por três anos, pagamento de multa civil de 50 vezes o valor de sua remuneração e a proibição de contratar o poder público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios pelo prazo de três anos.
 
Na ação, ajuizada em abril de 2018, o MPF exigiu que Alfredo retirasse fotografias, símbolos, cores e imagens autopromocionais do Posto de Saúde da Família Luiz Fernando Rodrigues Cursino e de outras entidades públicas de Sítio do Mato.
 
A conduta de autopromoção pelo prefeito foi considerada pelo Ministério Público Federal como contrária aos princípios da impessoalidade e da moralidade administrativa.
 
Reincidente, em outubro de 2017, o MPF expediu uma recomendação estabelecendo o prazo de 20 dias para o político retirar os objetos relativos à autopromoção, mas o gestor se não manifestou na ocasião.

BAHIA NOTÍCIAS!


Caso Beatriz: advogado de Alisson Henrique fala sobre revogação do pedido de prisão do cliente; em Petrolina-Pe


Alisson Henrique Carvalho Cunha é suspeito de ter apagado as imagens do circuito interno do colégio onde a menina Beatriz foi encontrada morta. Ele estava foragido desde dezembro.

Por TV Grande Rio, G1 Petrolina
Nesta segunda-feira (16), o advogado de Alisson Henrique Carvalho Cunha, Wank Medrado, falou sobre a decisão do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) que revogou o pedido de prisão contra seu cliente, acusado pela polícia de ter apagado as imagens do circuito interno do colégio particular em Petrolina, no Sertão do estado, onde a menina Beatriz Angélica Mota Ferreira da Silva, de 7 anos, foi encontrada morta com 42 facadas, em dezembro de 2015. O pedido de prisão foi feito em dezembro de 2018. Desde então, Alisson era considerado foragido.

O Tribunal de Justiça de Pernambuco entendeu que, passados nove meses, não houve qualquer avanço na investigação, essa prisão não deveria perdurar. E aí, procedeu com a revogação por entender que as investigações não conseguiram chegar a um resultado que fosse razoável a respeito da responsabilidade de Alisson com relação a essa acusação de ter apagado as imagens. Exatamente por conta da fragilidade da investigação é que o Tribunal entendeu que deveria revogar a prisão”, afirma o advogado.

Alisson prestava serviços de informática para o Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, um dos mais tradicionais de Petrolina. Em dezembro de 2018,o técnico em informática foi acusado de ter apagado as imagens de segurança que poderiam ajudar nas investigações. 


Segundo a defesa, a prisão foi pedida sem que o inquérito tivesse sido concluído.

Wank Medrado reforça que Alisson teria ido ao colégio atendendo a um pedido para que se fizesse um backup das imagens. E que há evidências de que as imagens haviam sido enviadas para a polícia.
Nós acreditamos que deve ter acontecido algum erro no manuseio e, por tanto, houve uma formatação automática para apagar as imagens e não uma ação de alguém. Muito mais por um erro do que propriamente por intenção de apagar. Outra questão que é importante frisar, é que Alisson atendeu a um pedido da escola. Alisson não foi por conta própria no local das imagens e retirou. Ele foi atendendo a pedido de funcionário da escola, especificamente Lorailde e Carlos, que autorizaram a retirada para entrega posterior das imagens a escola”, diz Wank Medrado.


Apesar da revogação do pedido de prisão, o inquérito envolvendo Alisson continua porque o arquivamento depende da conclusão do inquérito policial da morte de Beatriz. Em nota, a Polícia Civil disse que não vai se pronunciar sobre a revogação da prisão. A delegada Poliana Nery responsável pelas investigações, disse que não está autorizada a dar nenhum esclarecimento. O TJPE enviou nota dizendo que o processo segue em segredo de justiça.

O Colégio Nossa Senhora Auxiliadora se manifestou através de nota, dizendo o seguinte:
"Colégio Nossa Senhora Auxiliadora Petrolina entende que as declarações, apresentadas pelo advogado do ex-prestador de serviço da unidade escolar e confirmadas pela justiça, corroboram com informações anteriormente fornecidas pela Instituição, que apontam que foram disponibilizadas todas as imagens, registradas pelo circuito interno de segurança do colégio, no dia 10 de dezembro de 2015.

Tais declarações também reforçam o posicionamento sempre assumido pelo colégio, de irrestrita colaboração com as investigações para elucidação do caso Beatriz".

Entenda o caso
Beatriz Angélica foi assassinada com 42 facadas dentro de um dos mais tradicionais colégios particulares de Petrolina. O crime ocorreu dentro da quadra onde acontecia a solenidade de formatura das turmas do terceiro ano da escola. A irmã da menina era uma das formandas.

A última imagem que a polícia tem de Beatriz foi registrada às 21h59 do dia 10 de dezembro de 2015, quando ela se afasta da mãe e vai até o bebedouro do colégio, localizado na parte inferior da quadra. Minutos depois, o corpo da criança foi encontrado atrás de um armário, dentro de uma sala de material esportivo que estava desativada após um incêndio provocado por ex-alunos do colégio.


Em fevereiro de 2016 a Polícia divulgou um retrato falado do suspeito de matar a menina. Em março de 2017 a polícia divulgou um vídeo com imagens detalhadas do suspeito de cometer o crime. Até o momento, quatro delegados ficaram à frente das investigações do assassinato de Beatriz.

segunda-feira, 16 de setembro de 2019

Urgente: Suicídio no Bairro Senhor do Bonfim em Paulo Afonso BA


A semana não começa boa em Paulo Afonso, após um assassinato ontem no bairro Centenário, mais uma tragédia acontece na cidade.

Uma pessoa se suicidou por enforcamento no bairro Senhor 

do Bonfim. o SAMU foi acionado mas nada pode fazer.

Constatada a morte a Policia Técnica foi acionada para 

recolher o corpo e periciar o local.



FOTO: ENVIADA POR LEITOR DO SITE

A identidade e demais informações sobre a vitima ainda não chegaram a nossa redação.

Nosso repórter já está se dirigindo ao local e atualizaremos essa noticia assim que for possível.

Da redação com informações e fotos enviadas via Whatsapp de leitores do site.

TRIBUNA DO MULUNGÚ





Encontro com Sérgio do Forró valoriza artistas da terra em Macururé; Guilherme do Acordeon, Naldinho Beira Rio, Sandro Rã e outros foram atrações; FOTOS


A população de Macururé participou no dia 13 de setembro de uma programação cultural intensa no Bairro da Bela Vista, o “ENCONTRO DOS ARTISTAS DA TERRA”.
O 1º Encontro com Sérgio do Forró e Artistas filho da terra em Macururé. O evento organizado pelo o idealizador TIAGO de DETA foi mais uma ação importante desenvolvida para cultura Macurureense. De acordo com os organizadores, a finalidade do encontro foi promover o reconhecimento de cantores, compositores e músicos locais por meio do realizado que foi um sucesso.


Alguns políticos e lideranças do município estiveram prestigiando este grande encontro, a exemplo do presidente da Câmara Municipal Fábio Maia, o vereador Antônio Gomes de Souza (O Tonhá), juntamente com outros vereadores do município.

O Evento conduzido por Tiago de Deta com o apoio da Distribuidora Mar (Cid de Tonhá), foi marcado por uma programação bem diversificada, com a atração principal do Sanfoneiro das Multidões SÉRGIO do FORRÓ e participações de EMISAEL SANTOS, Guilherme do Acordeon, Naldinho Beira Rio, Sandro Rã, Kaique, Raildo, Zé de Seu Pedro e outro artistas nato da terra.

CONFIRA AS FOTOS DO ENCONTRO:































































































































SEGUIDORES DO BEIRA RIO NOTÍCIAS