DE MACURURÉ NA BAHIA PARA O MUNDO!

DE MACURURÉ NA BAHIA PARA O MUNDO!

quinta-feira, 16 de março de 2017

MULHER PERDE EMPREGO “PERFEITO” APÓS 30 MINUTOS POR TER TATUAGENS NAS MÃOS

Uma mulher perdeu o emprego meia hora depois de receber uma oferta para trabalhar em uma vaga “perfeita” para ela após admitir que tinha tatuagens nas mãos.
Claire Shepherd, de 27 anos, estava feliz por conseguir a vaga na área comercial durante uma entrevista por telefone com a empresa Dee Set, que oferece soluções para o varejo.
Após ser informada de que sua entrevista havia sido bem-sucedida e de que ela começaria a trabalhar na semana seguinte, Claire recebeu um e-mail falando sobre o dress code (código de vestimenta) da organização e ressaltando que tatuagens deveriam ficar sempre cobertas para não ofender ninguém.
Com a esperança de que a empresa pudesse ter alterado esta política, Claire respondeu à mensagem explicando que tinha tatuagens nas mãos. No entanto, ela perdeu a vaga imediatamente.

Claire pediu que seus amigos compartilhassem a notícia de sua rejeição no Facebook, afirmando: “Eu tenho 6 anos de experiência em cargos de gestão, e minhas tatuagens nunca foram um problema. Pelo menos até eu me candidatar a uma vaga na Dee Set”.
“Fiquei chocada quando eles responderam e disseram que não iriam mais me empregar, já que eu não poderia cobrir minhas tatuagens”.
“Eu era perfeita para a vaga por causa das minhas habilidades, experiência prévia e flexibilidade. Eles claramente pensaram que eu tinha algo a oferecer e seria a pessoa certa para o trabalho, pois já haviam me oferecido o emprego”.
“Estou chocada que ainda exista discriminação contra tatuagens visíveis. Eu achei que isso não acontecia mais. Estou completamente enojada”.
A vaga inicialmente oferecida a Claire – de Swansea, no Reino Unido – envolve aconselhar lojas como Asda, Boots e Sainsbury a respeito de quais produtos do estoque promover, e em qual quantidade.
Claire – que também tem tatuagens no pescoço, nos braços e no colo – ficou surpresa com a rapidez com a qual a publicação se tornou viral, descrevendo o ocorrido como “uma loucura”.
A postagem foi compartilhada mais de 2.500 vezes no Facebook e atraiu o interesse da mídia em diversos países da Europa.


[Crédito: Facebook/Claire Shepherd]
Postar um comentário

SEGUIDORES DO BEIRA RIO NOTÍCIAS