DE MACURURÉ NA BAHIA PARA O MUNDO!

sexta-feira, 3 de junho de 2016

VÍTIMA DE ESTUPRO COLETIVO É INSULTADA EM LETRA DE FUNK

Em maio de 2016, uma adolescente de 16 anos foi vítima de estupro coletivo no Rio. Há suspeita de que 33 homens estejam envolvidos no crime, mas até o momento foram expedidos seis mandados de prisão
RIO - A menina de 16 anos vítima de estupro coletivo no Rio no último dia 21 é insultada em uma letra de funk que está sendo compartilhada na internet. A letra é impublicável. Lista homens que a teriam violentado e faz referências geográficas ao Morro da Barão, na zona oeste do Rio, onde aconteceu o crime, e suas cercanias: "o menor do bairro 13", "o moleque da Menezes", "o moleque da Assembleia", "o menor da Baronesa".
A música se chama "Não fala da (apelido da menina), a (apelido) fortalece" e tem como subtítulo "X. (o órgão sexual feminino) de túnel". O vídeo, que já foi visualizado mais de 40 mil vezes no YouTube, entrou no ar na semana passada, após divulgação do estupro, também nas redes sociais. Na gravação, a jovem é manipulada por homens.
Usuários do YouTube elogiaram a música e postaram comentários jocosos, inclusive mulheres. Um trecho diz que a menina foi violada pela "tropa da Barão" (traficantes de droga da favela); noutro, "reclama": "tanta mina pra falar, vocês quer (sic) falar da (apelido)." Noutro, a "defende": "A (apelido) fortalece", ou seja, se relaciona sexualmente com os bandidos.
Até agora, três homens foram presos sob acusação de envolvimento no estupro, investigado pela Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (DCAV). Outros três estão sendo procurados pela polícia. A jovem entrou no programa de proteção à testemunha e está em local secreto com os pais, a avó e o filho. 
MSN NOTÍCIAS

Postar um comentário

SEGUIDORES DO BEIRA RIO NOTÍCIAS