DE MACURURÉ NA BAHIA PARA O MUNDO!

DE MACURURÉ NA BAHIA PARA O MUNDO!

domingo, 4 de dezembro de 2016

INQUÉRITO APONTA que o PCC tem 1.001 GERENTES e pagava R$ 6 MILHÕES a ADVOGADOS

Um levantamento feito pela Polícia Civil e o Ministério Público de São Paulo aponta que 1.001 detentos seriam os “gerentes” do Primeiro Comando da Capital (PCC) - responsáveis por cartas com ordens, decisões e pagamentos em nome da facção. Segundo o Estadão, os investigadores chegaram à lista durante o inquérito que apurou o envolvimento de advogados com a organização criminosa.

A apuração mostrou ainda que o PCC destinava cerca de R$ 6 milhões anualmente para pagamentos aos advogados. O valor mantinha a chamada “sintonia dos gravatas” ou “célula R”, como passou a ser chamado o grupo que passava por uma “reestruturação organizacional” neste ano.


As informações estão no relatório final da investigação da polícia apresentado à Justiça, e obtido pelo Estado. A investigação levou à deflagração da Operação Ethos no dia 22 de novembro, que resultou na prisão de 33 advogados suspeitos de colaborar com o PCC em crimes de tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e corrupção. Entre os presos está o ex-conselheiro de Defesa de Direitos Humanos, Luiz Carlos dos Santos.
Por Redação Bocão News | Fotos: Alex Silva/Estadão
Postar um comentário

SEGUIDORES DO BEIRA RIO NOTÍCIAS