DE MACURURÉ NA BAHIA PARA O MUNDO!

DE MACURURÉ NA BAHIA PARA O MUNDO!

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

COM UMA BAIXA PRODUÇÃO, PREÇO DO UMBU ESTÁ EM ALTA NO SERTÃO

Produção do fruto foi menor em relação ao ano passado.Consumidores estão insatisfeitos com preço do fruto nas feiras.
No Sertão de Pernambuco, o mês de janeiro é o período em que nas feiras livres não pode faltar uma fruta típica, o umbu. Este ano, a produção que chegou ao município de  Petrolina foi menor em relação ao ano passado, o que fez aumentar o preço do fruto.
Na feira da Cohab Massangano, na Zona Oeste de Petrolina, apenas a barraca da Josefa Pereira está fazendo a venda do umbu. Ela conta que está comercializando o fruto desde a semana passada. “A procura é boa e todos os anos eu vendo o umbu. Veio quatro caixas hoje e na semana passada veio uma”, conta a feirante.
O umbu que é vendido vem da região de Jaguarari, norte da Bahia, cerca de 100 quilômetros de Petrolina. A safra costuma ser entre os meses de janeiro a abril. Entretanto, com as fortes chuvas que ocorreram este mês, a produção ficou prejudicada.
A cuidadora de idosos Benilde Souza vai viajar para São Paulo, mas antes passou na feira para comprar o fruto e garantir a umbuzada. “Eu venho de São Paulo e não podia resistir, porque lá é bem difícil de encontrar. Hoje mesmo vou fazer uma umbuzada para sentir o sabor antes de viajar”, relata.
Com uma oferta menor de umbu no mercado, o preço está em alta. O litro que é a lata cheia de umbu está custando R$3. Por isso, alguns consumidores estão insatisfeitos. “O preço está muito caro está de R$3 e vou levar só um litro. Eu poderia levar mais, só vou ter como levar um”, explica a aposentada Maria Albertina de Carvalho Pereira.
G1/PETROLINA

Postar um comentário

SEGUIDORES DO BEIRA RIO NOTÍCIAS